Arcon registra circulação de 16 mil passageiros em portos e travessias

Arcon registra circulação de 16 mil passageiros em portos e travessias

Durante o feriado de Corpus Christi, a Agência de Regulação e Controle de Serviços…

Novo ferry boat traz segurança e acessibilidade entre Belém e porto Camará

Novo ferry boat traz segurança e acessibilidade entre Belém e porto Camará

Na manhã desta segunda-feira, 12, fiscais, supervisores e o diretor geral…

Arcon notifica 19 embarcações irregulares na região oeste do Estado

Arcon notifica 19 embarcações irregulares na região oeste do Estado

Um total de 19 notificações foram aplicadas por fiscais e supervisores…

Frontpage Slideshow | Copyright © 2006-2011 JoomlaWorks Ltd.

 

Arcon registra circulação de 16 mil passageiros em portos e travessias

Durante o feriado de Corpus Christi, a Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Estado do Pará (Arcon-PA) intensificou as fiscalizações por conta do aumento do fluxo de passageiros na capital e no interior do estado. A Operação Corpus Christi contou com cerca de 30 servidores trabalhando entre 15 e 18 de junho.

No modal hidroviário, ao todo, passaram mais de 16 mil passageiros durante o feriado prolongado. No Terminal Hidroviário de Belém, onde a movimentação foi mais intensa, foi registrada a circulação de 6,6 mil passageiros. Uma multa por excesso de passageiros foi aplicada.

No porto do Camará, em Salvaterra, na região do Marajó, também foi observado o problema de excesso de passageiros. Quatro multas foram aplicadas por esse motivo. Também foram feiras três notificações por menores irregularidades. Nos demais portos e travessias, a movimentação ocorreu sem dificuldades.

Transporte terrestre - O local de maior circulação no modal rodoviário foi o Terminal Rodoviário de Belém, onde foram registrados 60 autos de infração por irregularidades como atraso de horário e embarque em local não autorizado. Não foram realizadas apreensões.

Em municípios com fiscalização fixa da Agência, como Castanhal e Abaetetuba, o volume de passageiros não teve aumento significativo, se assemelhando a finais de semana sem feriado.

Para o diretor de normatização e fiscalização da Arcon-PA, Karim Zaidan, “tudo ocorreu dentro do previsto, com reforço na fiscalização nos municípios de Capanema, Bragança e Salinópolis, considerando a alta demanda, que se confirmou”. “A operação também serviu de para auxiliar no planejamento da Operação Verão, que se aproxima”, completou.

Texto: Vanessa Pinheiro - Ascom/ Arcon
Foto: Arquivo Ascom/ Arcon

Maior ferry boat do norte do Brasil começa viagens ao Marajó

Desde a última quarta-feira, 14, população paraense conta com o maior ferry boat em operação na Região Norte do Brasil. Com 87 metros de comprimento e 16,5 metros de largura, o ferry boat São Gabriel chamou a atenção no porto de Icoaraci pela grandiosidade, antes de partir em sua viagem inaugural até o porto de Camará, no Arquipélago do Marajó. O São Gabriel, que encurta a distância entre a capital paraense e os municípios marajoaras, tem capacidade para transportar 1.123 passageiros, 100 carros e 72 motos.

“Quem ganha com isso é o Estado do Pará. Trata-se de um investimento voluntário de uma empresa privada, que mesmo em meio à crise resolveu, por sua conta e risco, criar esse transporte.  O governo do Pará, que sempre apostou no turismo, tem que aplaudir ações como essa”, ressaltou o secretário de Estado de Transportes, Kleber Menezes, que acompanhou a viagem inaugural do ferry boat (foto abaixo).

O “São Gabriel” começou a ser construído há três anos, em um investimento de R$ 24 milhões. “Esse é um sonho realizado para a empresa, para o Marajó e para o Estado. Todo mundo sai ganhando. O Governo do Pará vem sempre apostando no turismo e deu um apoio importante", destacou Daniel Pereira, proprietário da empresa Henvil, que opera no transporte fluvial na região do Marajó há 17 anos.

Além do tamanho, o ferry boat São Gabriel se destaca pelo conforto e pela modernidade. No térreo climatizado há espaço para cadeirantes e seus acompanhantes, além de um local adaptado para obesos (foto abaixo).

No segundo piso ficam a classe econômica e a lanchonete. No terceiro e último piso está a área vip, com refrigeração, poltronas reclináveis e janelas com vidros peliculados. Toda a embarcação obedece às normas de acessibilidade, inclusive com piso tátil, que delimita as áreas próximas às laterais da embarcação. Há também dois banheiros adaptados.

Viagem tranquila - Equipado com dois motores, de 625 cavalos cada, o ferry boat fez a viagem inaugural em 2 horas e 40 minutos. Acostumado com as embarcações antigas, construídas há 25 anos, o casal de aposentados Américo, 75 anos, e Maria Helena Felipe, 70, ficou empolgado com a novidade. “Isso aqui tá uma lindeza! Tudo novo, espelhado, brilhando. A viagem foi uma maravilha!”, declarou Maria Helena, que mora com o marido em Soure (município do Marajó) e costuma vir a Belém todo mês visitar os filhos.

O pescador Dionaldo Modesto, 50 anos, outro morador de Soure, também não poupou elogios à nova embarcação. “A viagem agora é outra história com todo esse conforto. Para quem precisa fazer sempre esse trajeto, ficou bem melhor”, garantiu o pescador.

Rodovia - Na chegada ao porto de Camará, no município de Salvaterra, o secretário Kleber Menezes foi recebido pelo prefeito de Soure, Guto Gouvêa. Ali foi anunciada a conclusão, para 14 de julho, das obras na Rodovia PA-154, que tem 100 quilômetros e liga os municípios de Soure, Salvaterra e Cachoeira do Arari. Realizadas durante dois anos, as obras resultam de um investimento de R$ 45 milhões feito pelo governo do Estado. “É uma felicidade muito grande a presença do secretário e essa ajuda do governo do Estado na finalização da rodovia. Foi uma grande vitória para Soure”, destacou o prefeito.

 

Serviço:

O ferry boat São Gabriel faz viagens diárias, de segunda a domingo, com saída às 7 h do porto da Henvil, em Icoaraci. A volta a Belém é às 16 h, saindo do porto Camará, em Salvaterra. A passagem na classe econômica custa R$ 16,43, e na área vip, R$ 25,00. Carros pagam R$ 115,00, e motos R$ 44,00. A compra de passagens on line pode ser feita pelo site www.henvil.com.br

 

Texto: Syanne Nenon - Secom/Agência Pará

Fotos: Cláudio Santos - Secom/Agência Pará

 

 

Novo ferry boat traz segurança e acessibilidade entre Belém e porto Camará

Na manhã desta segunda-feira, 12, fiscais, supervisores e o diretor geral da Agência de Regulação e Controle dos Serviços Públicos do Estado do Pará (Arcon-PA), Bruno Guedes, fizeram uma vistoria na embarcação São Gabriel, da empresa Henvil Transporte, que em poucos dias passará a realizar a viagem de travessia entre os municípios de Belém – com saída do Distrito de Icoaraci - e o porto Camará, em Salvaterra, no arquipélago do Marajó.

A visita técnica serviu para a avaliação da embarcação em relação às normas e resoluções vigentes que tratam sobre o transporte intermunicipal de passageiros, e assim, para que o ferry boat possa receber a ordem de serviço emitida pela Agência e entrar em funcionamento.

Todo o ferry boat obedece à legislação de acessibilidade, inclusive com piso táctil que delimita as áreas próximas à beirada da embarcação e escadas. Há também no térreo dois banheiros adaptados.

A embarcação é equipada com dois motores de 625 cavalos, cada, o que, de acordo com a avaliação inicial, será possível realizar a viagem Belém/Porto Camará/Belém em 2h40, ou até menos, dependendo das condições de maré.

Um sistema de som mostrará, antes do início de cada viagem, orientações sobre o percurso e como os passageiros devem se comportar, até mesmo em caso de más condições de tempo. Um vídeo sobre o uso do colete salva vidas também será exibido. Além dos coletes salva vidas, a embarcação é equipada com 54 botes, com capacidade para 20 pessoas, cada um.

 

Serviço:

O ferry boat São Gabriel fará viagens diárias com saída às 7 horas, do porto da Henvil, em Icoaraci, e volta ao mesmo local, com saída às 16 horas, do porto Camará, em Salvaterra. Informações e compra de passagens on line no site www.henvil.com.br

 

Texto e fotos: Dedé Mesquita - Ascom/Arcon

Arcon notifica 19 embarcações irregulares na região oeste do Estado

Um total de 19 notificações foram aplicadas por fiscais e supervisores da Agência de Controle e Serviços Públicos do Estado do Pará (Arcon-PA), em três dias de fiscalização a embarcações que fazem o transporte intermunicipal de passageiros, entre Santarém e municípios vizinhos, na região oeste do Pará.

A operação, em parceria com a Agência nacional do Transporte Aquaviário (Antaq), teve início no último dia 5, se estendeu até o dia 7 de junho, e teve apoio e orientação de supervisores da Agência lotados em Belém.

A ação se concentrou no porto de Santarém, orientou e notificou as empresas que ainda não são regularizadas junto à Arcon, o que é considerada prática de transporte clandestino, portanto ilegal, já que não possuem cadastro e autorização para esse fim.

Notificações - Outras empresas também notificadas, apesar de regularizadas, estavam com o registro de autorização de funcionamento vencido. A notificação é uma forma da alerta para que elas façam os procedimentos legais e fiquem em regularidade junto à Agência.

As notificações foram todas a empresas com partida de Santarém. Foram cinco para empresas com destino a Aveiro; três para as de Terra Santa; duas, entre Santarém e Monte Alegre; duas para Alenquer; duas para Porto Trombetas; duas para o destino Juruti e uma para Vitória do Xingu, totalizando 19 notificações.

As fiscalizações e orientações irão continuar em datas próximas, em uma ação de combate intenso ao transporte clandestino de passageiros.

A Arcon relembra que, desde o último dia 1º do mês de junho, um escritório de serviços da Agência está em funcionamento na Estação Cidadania de Santarém. No local, todo e qualquer serviços para resolver trâmites de documentação, regularização, atualização de cadastro e pagamentos de taxas operacionais de veículos podem ser feitos, sem que operadores e outros usuários precisem se deslocar até a capital.

O posto de serviços da Arcon funciona das 8 às 14 horas, e fica localizado na Estação Cidadania de Santarém, na avenida Rui Barbosa, próximo à praça Elias Pinto (também conhecida com Três Poderes), bairro da Aldeia.

 

Texto: Dedé Mesquita - Ascom/ Arcon

Fotos: Assessoria de Imprensa